A fé que move o seu negócio

Jamais se desespere em meio as sombrias aflições de sua vida, pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda.” Este provérbio chinês fala claramente sobre acreditar, sobretudo, ter fé. Pode parecer um tema batido, mas acredite (ou melhor, tenha fé), não é.

Em uma de várias conversas com meu amigo, mentor e parceiro Norton Setubal, da qual tenho imensa admiração, estávamos analisando em como muitos profissionais, empresários e empreendedores em geral, pensam em suas carreiras e negócios somente através de números, técnicas e metodologias, e deixam de lado a força intangível que move pessoas em qualquer parte do mundo: A fé!

Não que tenhamos que abandonar as metodologias, deixar de avaliar indicadores de desempenho ou largar de mão a construção do planejamento estratégico, isto jamais! No entanto, acreditar em si mesmo e em seu negócio sob um plano superior e não material, fortalecendo sua espiritualidade corporativa, ajudará no fortalecimento da fé empresarial.

E o que isto tem a ver o sucesso do negócio?

Bem, todo ser humano, de maneira consciente ou não, age do intra para o extra, ou seja, tudo o que a pessoa pensa, sente e alimenta em seu interior, no plano mental e espiritual, ditará todas as suas atitudes e falas, ou seja, o ser humano é apenas a exteriorização daquilo que cultiva internamente.

Segundo o dicionário, fé é uma palavra que significa “confiança”, “crença”, “credibilidade”, “fidelidade”. A fé é um sentimento de total crença em algo ou alguém, ainda que não haja nenhum tipo de evidência que comprove a veracidade da proposição em causa.

Encontramos aqui o primeiro atributo primordial para qualquer empreendedor, afinal, quem inicia uma empresa ou negócio sem crer nele, sem acreditar de fato naquilo que está fazendo?! Ou seja, ter fé é crer e acreditar que o negócio dará certo, ter confiança naquilo que fará, bem como ser fiel aos propósitos contidos quando decidiu iniciar as atividades.

Mas e a fé religiosa, ela não pode ser usada para fortalecer minha fé empresarial?

É claro que sim! Já parou para analisar o quem existe em comum em Jesus, Maomé, Moisés, entre outros? Eles foram corajosos visionários, exímios líderes e excelentes gestores! Exatamente as qualidades principais para empreendedores de sucesso.

Inclusive, se formos analisar, a religião tem a mesma premissa para qualquer empresa bem sucedida: A doutrina. Ela é definida como um conjunto de princípios que servem de base a um sistema. Sabe as mais variadas metodologias e conceituações utilizadas nas organizações? Isto nada mais é do que uma “doutrina corporativa“!

A fé surge de convicções bem fundamentas, no entanto, pelo fato de que a parametrização do que é bom ou ruim se restringir à individualidade, dá origem aos níveis e tipos de fé, afinal de contas, nem todos creem naquilo que realmente os levará a um caminho próspero, como por exemplo, seguidores de seitas que ao longo dos anos levaram pessoas a finais trágicos.

Desta forma, é preciso alinhar a fé empresarial com o propósito do negócio, onde os pontos de paridades serão os pilares da empresa, sobretudo, do empresário, criando uma blindagem natural contra as incredulidades do mercado e do mundo.

Quer trocar uma ideia sobre este assunto? Me chame no Whatsapp clicando aqui! 🙂

Estrategista de negócios, gestor comercial e de marketing com mais de 15 anos de experiência de mercado, e com passagens e projetos por grandes empresas do mercado nacional. Um dos únicos consultores estratégico do Brasil especializado em empresas de moda e confecção, autor dos livros "Arrase em Vendas: Como montar uma estrutura de venda lucrativa para o seu negócio" e "O guia prático e completo para a criação de incríveis campanhas de moda ". Colunista em dezenas portais de negócio e marketing do país, e autor do livros "Arrase em Vendas." e "O guia prático e completo para a criação de incríveis campanhas de moda", e co-autor do livro "O manual da contratação perfeita.".

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *