O Brasil só funciona depois do carnaval… Será mesmo?

Você gostaria que em sua empresa ou negócio, tivesse maior fluxo de clientes, e consequentemente maior volume de venda, ao passo em que tivesse menos problemas durante o ano? Eu tenho certeza absoluta que sua resposta será sim…

Existe um único problema, que aparentemente se mostra inofensivo, mas que pode estar sendo uma das causas dos maus resultados de centenas e milhares de empresas do Brasil. Inclusive a sua pode ser uma delas.

Mas fique tranquilo, pois é sobre isso que irei abordar, e em como se proteger deste problema que afeta de maneira fulminante as empresas.

Mas afinal, qual é este problema?

Falando bem a verdade, de problemas que impedem o sucesso das organizações, o mercado está cheio, mas vou abordar um em específico e que muitas vezes passa despercebido: O carnaval!

Quem nunca ouviu a famosa frase “O ano começa depois do carnaval”? Ou então “O Brasil só funciona depois do carnaval”? Ocorre que este pensamento pode se tornar uma verdadeira bomba na mentalidade do empresário, pois quando esta forma de pensar é transformada em atitude, ocasiona em uma perda ou falta de produtividade gigantesca, na ilusão de que tomar decisões nos primeiros meses do ano é tempo perdido e que devemos adiar todos os projetos para depois do período de folia.

O que se perde de mais valioso?

De início, devemos ter em mente que todo e qualquer erro ou problema, independente de seu grau de importância, pode ser um gatilho para a geração de tantos outros, e que por isso, uma das principais maneiras de acertar mais, é errando menos.

No entanto, dentro deste prisma carnavalesco, o que o empresário perde de mais valioso é o tempo. E geralmente empresa que perde tempo, perde dinheiro. Se o seu negócio envolver vendas diretas, é mais fácil perceber isto, basta analisar a diferença que os dias não trabalhados fazem para o caixa da empresa…

Mesmo para os negócios em que os meses iniciais tenham pouco, ou nenhum movimento, perder tempo é fator crucial para o fracasso, pois nem só de “meter a mão na massa” vive a empresa, é preciso também – e de maneira incontestável – a realização do planejamento. E neste período inicial pode ser o ideal para aqueles que não conseguem finalizar o ano com o planejamento para o ano seguinte formatado.

O que também pode ser feito neste período?

Além do planejamento, que, diga-se de passagem, é a atividade mais importante e imprescindível a ser realizada, este período de baixa pode ser usado para a execução de atividades que não são possíveis durante o decorrer do ano, como por exemplo:

• Organização de documentos, relatórios, planilhas, e afins;
• Realização de pesquisas de satisfação com clientes e fornecedores;
• Organização e limpeza da estrutura física;
• Compra de materiais e reposição de insumos;
• Reunião com a equipe para definição de metas e objetivos;
• Treinamento para a equipe de vendas;
• Reavaliação/renegociação de preços com os fornecedores;
• Proporcionar curso de aperfeiçoamento para colaboradores e/ou líderes;
• Estudar e avaliar novos parceiros de negócios;

Enfim, diversas atividades que comumente não seriam feitas durante o ano, ou só seriam em caso emergencial, poderão ser realizadas nos meses inicias ou em demais períodos de baixa.

Vale lembrar que todas estas atividades estariam listadas, definidas e com seus cronogramas estipulados, caso houvesse a construção de um planejamento. Caso tenha interesse, clique aqui e baixe gratuitamente uma das planilhas que costumo utilizar em meus clientes.

Ok, mas agora o que posso fazer?

Infelizmente não temos como voltar no tempo, por isto ele é tão importante e não pode ser desperdiçado, sendo assim, você possui duas opções a ser seguida:

a) Esperar o próximo começo de ano (o que nos faz voltar ao desperdício de tempo);
b) Começar desde agora a montar o planejamento anual de sua empresa, suas estratégias e seus cronogramas;

Muitos questionarão a viabilidade operacional e financeira para que seja possível a construção deste planejamento, no entanto, se for dedicado um determinado momento durante a semana para reuniões em equipe para a realização do planejamento, é possível chegar até o final do ano com um bom caminho andado.

Mas se o questionamento for em relação a como construir um planejamento, com as devidas análises e metodologia, eu jamais indicarei fazer este trabalho por conta própria, e sim, recomendaria a contratação de um funcionário ou consultor especialista para a construção e acompanhamento do planejamento de sua empresa, afinal, é a partir dele que as estratégias serão definidas. Ou seja, o planejamento será para sua empresa o mesmo que o seu cérebro é para o seu corpo.

Por isto pergunto: Você negligenciaria sua saúde, se autodiagnosticando e se automedicando e operaria o seu cérebro você mesmo, ou procuraria um especialista? Faça sempre esta relação quando for pensar em ações para sua empresa ou negócio!

Conclusão

Diante do abordado, o que mais nos chama a atenção é em relação aos impactos negativos que o desperdício de tempo gera nos negócios, e em como o pensamento errado de deixar para pensar e tomar atitudes importantes depois do carnaval pode impactar negativamente sua empresa.

No entanto, a construção do planejamento é o remédio para esta e outras enfermidades corporativas, pois além de diagnosticar os erros que impedem o crescimento e a descoberta de recursos que ajudarão na evolução do negócio, instituirá em sua empresa o cronograma anual de ações, evitando o desperdício de tempo e otimizando sua operacionalização, refletindo diretamente no sucesso.

[BÔNUS]

Já que você dedicou um pouco do seu precioso tempo para ler este artigo, quero lhe retribuir. Por isso, vou lhe presentear com o meu livro digital, que custa R$ 12,90, mas que sairá totalmente gratuito para você. Basta clicar aqui para fazer o download!

Bem, agora que você já sabe o que não pode, e o que deve fazer, e mesmo assim sente que precisa de uma ajuda a mais, ou então porque quer realizar este trabalho com extremo profissionalismo, mande um e-mail para pizzetti@gmail.com ou uma mensagem via Whatsapp para (48) 99661-3910, para marcarmos uma conversa!

Estrategista de negócios, gestor comercial e de marketing com mais de 15 anos de experiência de mercado, e com passagens e projetos por grandes empresas do mercado nacional. Um dos únicos consultores estratégico do Brasil especializado em empresas de moda e confecção, autor dos livros "Arrase em Vendas: Como montar uma estrutura de venda lucrativa para o seu negócio" e "O guia prático e completo para a criação de incríveis campanhas de moda ". Colunista em dezenas portais de negócio e marketing do país, e autor do livros "Arrase em Vendas." e "O guia prático e completo para a criação de incríveis campanhas de moda", e co-autor do livro "O manual da contratação perfeita.".

2 comments Add yours
  1. Olá Eduardo!
    Parabéns pelo artigo, ótimo conteúdo!
    Pura realidade que acontece principalmente aqui em nossa região no extremo sul Catarinense, e me atrevo a dizer também que isso esta encrostado em costumes de algumas culturas étnicas.
    Abraço!

  2. Planejamento estratégico O planejamento estratégico tem como foco a definição das estratégias da empresa a longo prazo. Neste planejamento, são levados em conta os fatores externos e internos da organização, como a situação econômica atual, por exemplo. Para a realização desse tipo de planejamento, é preciso que a visão da empresa e processos dela estejam integrados. A visão do planejamento estratégico geralmente alcança de 5 a 10 anos. Mesmo que o alcance da visão do planejamento seja de 10 anos, é fundamental que ele seja atualizado frequentemente. Caso isso não aconteça, o planejamento pode ficar ultrapassado e acabar não sendo usado pela empresa como deveria ser. Planejamento tático O planejamento tático é aplicado de uma forma diferente, dependendo da área da empresa. A área de RH vai ter o seu próprio planejamento tático, assim como a de marketing, a financeira e assim por diante. Nessa parte, entra em foco um pouco mais do planejamento estratégico, que tem associação com vários planos táticos. O planejamento tático precisa ser feito a cada ano e tem como objetivo otimizar cada área da organização na busca por melhores resultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *