E o seu restaurante, vai bem?

É noite de quarta, final de semana, ou então uma data especial. Seja em casal ou entre amigos, sair para jantar tem se tornado um habito cada vez mais freqüente entre os brasileiros.

Atualmente, um terço do orçamento de uma família é gasto com alimentação fora de casa, com estimativa de chegar a 40% até 2020, segundo dados da Associação Brasileira de Indústrias de Alimentação (ABIA).

O reflexo disto é o grande aumento de estabelecimentos comerciais como pizzarias, lanchonetes e restaurantes em geral.
Desta forma, opções de escolha não faltam aos consumidores, gerando, a partir daí, uma forte concorrência no mercado gastronômico.

O que muitos empresários do ramo se perguntam é: O que fazer para ter vantagens competitivas dentro deste forte cenário de concorrência?
É preciso levar em consideração alguns pilares fundamentais para obter tais vantagens, que são eles: Produtos, serviços, gestão.

Produto

O produto é o principal, afinal, é o que o consumidor procura, sendo assim, é imprescindível, além de uma boa qualidade, atentar-se ao mix oferecido, proporcionando aos clientes diversas opções de escolha, aumentando o público alvo do seu estabelecimento, como por exemplo:

a) Maior variedade de sabores e tipos de combinações;
b) Opções de pratos especiais para hipertensos, diabéticos, etc.
c) Porções diferenciadas;

Serviços

Um cliente pode pagar R$ 100,00 em um prato e ter a sensação de que custou barato, e pagar o mesmo valor em outro estabelecimento, mas ter a impressão de que o produto está caro, o que determina esta percepção de valor são todos os aspectos que não estão relacionados ao produto:

a) Nível de atendimento dos garçons e funcionários do estabelecimento;
b) Ambientação do local (acomodações, layout, luzes, som);
c) Diferenciação (área para crianças, áreas temáticas, manobrista, acesso à internet);
d) Formas de pagamento / Bandeiras de cartões aceitas;

Nota-se que em determinados locais, o fator preço é o último a ser considerado, justamente quando há uma conjuntura envolvendo produto e serviço.

NÃO PERCA AS PRÓXIMAS POSTAGENS!
Cadastre-se e receba sacadas geniais em primeira mão.

Gestão

Para manter e ampliar o nível de qualidade dos serviços e produtos, acompanhando a evolução do mercado e hábitos de consumo, é vital que haja uma gestão estratégica na empresa, possibilitando a estruturação de ferramentas e políticas no intuito de colher informações e identificar oportunidades e ameaças em relação ao negócio, como por exemplo:

a) Pesquisa de satisfação para avaliação de atendimento, qualidade do produto, variedade de produto e preço praticado;
b) Estruturação de uma base de dados dos clientes;
c) Criação de ações de marketing de relacionamento;
d) Acompanhamento e avaliação de desempenho temporal;
e) Treinamento e aprimoramento da qualidade de atendimento dos funcionários;

Estas, entre dezenas de outras ações relacionadas à gestão estratégica, proporcionarão ao seu negócio a manutenção dos bons níveis em relação ao produto e aos serviços, desta forma, se torna o ponto principal para aqueles que desejam potencializar as vantagens competitivas de seu negócio.

E o seu restaurante, vai bem? Já está ficando rico com ele?

Eduardo Pizzetti } Soluções Estratégicas
Dúvidas? Deixe um comentário.

Atuo há cerca de 15 anos com criação e gestão de estratégias comerciais com foco no crescimento em vendas, na organização empresarial e no alinhamento e fortalecimento de marca no mercado, utilizando conhecimentos em planejamento estratégico, vendas, marketing, branding, liderança e gestão estratégica, da qual me proporcionou larga experiência no mercado, tanto B2B, quanto B2C, atuando com grandes players do mercado nacional. Autor dos livros "Arrase em Vendas: Como montar uma estrutura de venda lucrativa para o seu negócio" e "O guia prático e completo para a criação de incríveis campanhas de moda", e co-autor do livro "O manual da contratação perfeita".

Deixe uma resposta